A Luta da Hora de Dormir

Eu sei, eu sei. Esse assunto já tá meio batido. Todo mundo quer descobrir a fórmula mágica pra colocar os meninos pra dormir sem ter muito trabalho e, definitivamente, se você encontrou a solução, e sempre, SEMPRE funciona com seus filhos, eu PRECISO que você compartilhe nos comentários logo abaixo porque posso te garantir que aqui em casa o negócio tá ficando muito complicado. E então, fui reler por aí algumas coisas que talvez eu tenha deixado passar neste processo de dormida de João, apesar de ele ter rotina, lugar e ritual para dormir. E fiquei pensando que, se meu filho resolveu voltar a fazer cena pra dormir aos 4, quase 5 anos, outras mães também podem estar passando pelo mesmo problema. Então, vou dividir com vocês aqui todas as dicas que eu achei legal e no final um resumo dos sites que eu pesquisei pra ter essas informações se vocês quiserem ler mais sobre isso.  Espero que NOS ajude em alguma coisa mas já para tranquilizar aí vai um dado importantíssimo:

25%-40% das crianças entre 1 e 5 anos têm algum problema relacionado ao sono.

1- Coloque a criança pra dormir na mesma hora todo dia. – Não espere que ela fique bocejando ou peça pra dormir ou simplesmente “capote” assistindo TV. Se ele estiver esfregando o olho pode ser que até já tenha passado do ponto. Às vezes a gente trabalhou até mais tarde e quer passar um tempinho a mais com eles mas tente compensar essa ausência de outra forma. Crianças até 5 anos precisam dormir em média 11h por dia. Se o seu filho tem até 3 anos, a tabela de horas de sono da Babycenter pode te ajudar.

2- Excesso de estímuloDiminua a quantidade de estímulos no quarto. Tire alguns brinquedos da cama (ou de perto dela) e diminua a luz. No caso específico de crianças com mais de 3 anos, deixe uma luzinha pra evitar os medos da noite.

3- Crie um Ritual – (apesar de eu já fazer isso e não estar funcionando, pode ser que funcione pra você). Leitinho + escovar os dentes + historinhas + beijinhos de boa noite. Crie sua própria rotina com ele, mas seja honesta. Crie um ritual que possa ser seguido todos os dias. Aqui você pode encontrar idéias de rituais para a hora do sono.

4- Deixe que a criança adormeça sozinha (Mas ignore as técnicas de deixá-los chorar até dormir, pelo amor de Deus!!!)  – Você pode ninar, conversar, contar história, rir mas depois que você der o boa noite, saia do quarto e permita que a criança caia no sono sozinha. Assim, quando ela acordar de madrugada, o que segundo especialistas acontece várias vezes durante a noite, ela vai sozinha se aninhar e dormir novamente. Sem fugir pro quarto dos pais ou chorar desesperadamente chamando por alguém.

Mas aqui vem a mãe Rouse falando… Sei que existe no mercado um livro chamado Nana Nenê, que sinceramente, não poderia ter melhor nome. Faz-me lembrar do resto da cantiga “que a Cuca vem pegar”. Porque eu não consigo imaginar, conceber, concordar com nenhuma técnica que me faça ver um bebê levantando os bracinhos pra mim e pedindo pelo amor de Deus um pingo de atenção porque está com medo ou porque quer carinho mesmo, ser aceitável. Bebês e crianças pequenas são EMOCIONAIS não racionais.  Por melhor que seja sua boa intenção de mãe de fazê-lo ter uma boa noite de sono em menos de uma semana, os  bebês respondem a necessidades biológicas que precisam ser atendidas e, portanto, eles não entendem porque você está ali vendo-o chorar e não faz nada pra resolver o problema deles. Se você conhece essa técnica (ou infelizmente já usou e que pode até ter “resolvido” o seu problema) vale a pena ler o estudo da Universidade do Texas sobre os bebês que choram até dormirem.  Se você está em dúvida de usar esta técnica, dê uma folheada, compre, leia, este livro da Elizabeth Pantley (Editora M.books). Ele realmente é mais humanizado.

Soluções para uma noite sem choro (R$59,00)

E escrevendo este post eu descobri este outro livro da mesma autora. Amanhã mesmo irei às compras quem sabe lá estará a salvação da minha lavoura e da minha sanidade mental.

Soluções Para Noites Sem Choro 1-6 anos (R$ 69,00)

Se você tem algo a dizer, não se acanhe. Deixe seu comentário pra gente.

Sites visitados:

Babycenter

Dr. Ricardo de Castro- Pediatra

Consciência no dia-a-dia

Clínica Infantil– Dr. Fernando Manfredi